Fisioterapia Aquática,

também referida como hidroterapia, é um tipo de fisioterapia que envolve a utilização de piscina terapêutica. A água pode oferecer maior resistência para certos exercícios e reduzir a força de gravidade, diminuindo o peso do corpo. Terapia na água também reduz o impacto do exercício que pode levar ao desconforto.

Piscinas e tanques podem beneficiar pacientes que têm dificuldade de locomoção. Os pacientes que têm dificuldade para andar ou têm lesões nas pernas que limitam a quantidade de carga que pode ser colocado sobre elas se beneficiam com a fisioterapia aquática.

Esta forma de terapia também pode ser usado para ajudar a fortalecer os músculos. Exercícios de terapia na água são benéficos para pessoas que sofrem de uma variedade de doenças que afetam o coração e a circulação, como a obesidade, paciente cardíaco ou acidente vascular cerebral e diabetes.

 

Um dos maiores benefícios da fisioterapia na água para os pacientes é o alívio da dor e relaxamento muscular. Fisioterapia aquática é realizada em água morna quase igual à temperatura do corpo. O calor da água ajuda a relaxar os músculos e aliviar áreas dolorosas. Um paciente pode experimentar um relaxamento corporal e mental intenso. Além disso, a flutuação ajuda a diminuir a contração muscular excessiva.

Exercícios e alongamentos específicos são combinados para criar objetivos terapêuticos que são adaptados para cada paciente. Devido aos benefícios, este tipo de fisioterapia pode ser usado para crianças que têm deficiência ou com diferimento em algumas áreas do desenvolvimento. Terapia na água pode ser personalizada para ajudar crianças com o equilíbrio, coordenação motora e caminhada. Pode ajudar com a amplitude de movimento e também pode ser usado para ensinar uma forma adaptada de natação para pacientes com deficiência ou lesões que proíbem a gama completa de movimento.

Embora a fisioterapia aquática pode ser benéfica para a maioria dos pacientes, pode ser restrita para alguns. As pessoas que têm feridas abertas ou infecção, febre ou problemas cardíacos graves devem evitar a terapia na água. O calor da água também pode ser perigoso para as pessoas sob o efeito de certos medicamentos, tais como os de pressão arterial elevada .

É importante certificar-se de que o fisioterapeuta tem conhecimento de quaisquer problemas médicos actuais ou passados e também quais os medicamentos o paciente está tomando.

O ideal sempre é ser atendido por um profissional especializado que tem o conhecimento das técnicas modernas e atualizadas de Fisioterapia aquática.

Vestuário ideal deve ser, maiô, sunga ou bermuda de tecido sintético, que possibilitem movimentos amplos, roupão para entrada e saída se estiver frio, chinelos anti-derrapante, touca de pano ou silicone. Evitar uso de accesórios como relógio, pulseira, anel, brincos e colares.

 

 

 
 

AquaBrasil desde 2001 - Aquanews